DIARIO DAS GUARDAS EM BLOG


Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 17h28
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 17h28
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 14h27
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 11h47
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 00h09
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


 

Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 13h39
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


  

Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 17h23
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 20h33
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Pará e Guarda Municipal de São José dos Pinhais podem usar sistema da Ouvidoria paranaense - 30/05/2008 10:49:33

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) do governo do Pará e a Ouvidoria da Guarda Municipal de São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba, poderão usar em breve o Sistema OUV em suas atividades. As ferramentas do programa de encaminhamento on-line das demandas da população, usadas pela Secretaria Especial de Corregedoria e Ouvidoria Geral (Seoge), foram apresentadas durante visitas feitas nesta semana por representantes dos órgãos.

O coordenador da secretaria paranaense, Carlos Batista Soares, defendeu o uso do software livre por outros órgãos públicos, sejam da esfera municipal ou estadual. “Quanto mais instituições tiverem o programa, mais ele se fortalecerá. O OUV foi feito pela administração pública e para ser usado por ela. Assim, trabalhamos com um bom software e não ficamos dependentes de instituições privadas”, afirmou.

Soares disse que o programa – criado por servidores da Secretaria Especial e da Companhia de Informática do Paraná (Celepar), e que é usado desde 2003 – é repassado gratuitamente aos órgãos, mediante solicitação formal de cessão. Entre as instituições que já o receberam estão a prefeitura de Almirante Tamandaré, a Câmara Municipal de Cascavel, a ParanaPrevidência, o Tribunal de Contas do Estado (TCE-PR), o governo de Santa Catarina, entre outros.

Durante as visitas, as ferramentas do sistema foram apresentadas pela gerente de Atendimento da Ouvidoria, Fabiane Mazur Bizi Barbalho, e pelo analista de Informática da Celepar, João José Garcia. Foram detalhadas as rotinas para inclusão e encaminhamento de atendimentos, a geração de cartas para ouvidores e cidadãos, a possibilidade de a população acompanhar o andamento do seu registro por meio do site da Ouvidoria e a produção de relatórios estatísticos de contatos.

Ao final das explicações, os visitantes aprovaram o OUV. “O software é excelente. É personalizado e tem estrutura flexível que pode ser adaptada aos trabalhos do nosso órgão. Ele se encaixa nas expectativas da nossa instituição”, afirmou o coordenador de Projetos e Sistemas da Secretaria da Educação do Pará, Antonio Marcos Ferreira de Souza.

Já as representantes da Ouvidoria da Guarda Municipal de São José dos Pinhais, Adriana Martins e Deise Dissenha, confirmaram que poderão em breve usar o OUV em seus trabalhos. “Encontramos dificuldades em montar um software para usar na instituição. Quando soubemos que existia um sistema pronto no Estado, concluímos que este poderia ser adaptado à nossa realidade”, disse Adriana.



Guarda Municipal terá 90 homens no policiamento do Fla x Flu

RIO - A Guarda Municipal do Rio de Janeiro vai atuar com 90 guardas (sendo 30 de trânsito) no esquema de patrulhamento para o clássico entre Flamengo e Fluminense, no próximo domingo, às 18h10m, no estádio do Maracanã, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro de Futebol.

As operações de trânsito começam às 16h, com 30 guardas distribuídos em pontos estratégicos das vias de acesso, fiscalizando o estacionamento irregular e orientando motoristas quanto aos bloqueios e interdições da CET-Rio.

Os 60 guardas restantes cuidarão do ordenamento urbano (inibição ao comércio irregular) em apoio aos fiscais da Coordenadoria de Controle Urbano, da Secretaria Municipal de Governo.



Guarda municipal é atropelado no Recreio

Colisão entre um ônibus e três carros feriu mais três pessoas.
Vítimas foram levadas para o Hospital Miguel Couto, no Leblon.
Saiba mais Um guarda municipal foi atropelado e mais pelo menos três pessoas ficaram feridas num acidente entre um ônibus e três automóveis na Avenida das Américas, na altura do shopping Recreio, na pista sentido Grota Funda, no Recreio dos Bandeirantes, Zona Oeste do Rio.

Todas as vítimas foram levadas ao Hospital Miguel Couto, no Leblon, Zona Sul. O guarda municipal ficou gravemente ferido.

As informações são da Guarda Municipal, que ainda não tem conhecimento do estado de saúde dos demais envolvidos no acidente.

Ainda de acordo com a Guarda, o acidente aconteceu quando o guarda, identificado apenas como Jorge Luís, estava controlando o trânsito usando o sistema de ‘pare e siga’ por causa de uma obra de recapeamento que estava sendo feita no local.

Um ônibus não teria obedecido à sinalização de ‘pare’ feita pelo guarda e colidiu com três veículos de passeio.

O motorista do ônibus está no hospital sob suspeita de ter sofrido um acidente vascular cerebral (AVC) momentos antes da batida, o que explicaria o choque.


Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 20h11
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




http://br.youtube.com/watch?v=OaX5_5B3oRg&feature=related

Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 18h34
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Fizeram uma brincadeira e colocaram no Youtube, eu particulamente não achei muita graça mas é uma dura realidade o que está expresso neste vikdeo. 
 
 


Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 18h31
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Cidade de Franca quer armar a Guarda Municipal

Renê Moreira / Cosmo On Line

(29/05/2008) - A prefeitura de Franca estuda armar a Guarda Civil Municipal da cidade. A discussão sobre o armamento vem sendo feita há anos e ganhou forças nas últimas semanas, já tendo até sido feita uma vistoria do Exército na corporação.

Sérgio Buranelli, responsável pela Divisão de Segurança da prefeitura, diz que o que se discute é se os guardas vão usar armas letais ou apenas de imobilização. Nesse caso, alguns tipos de equipamentos já são estudados, como uma espécie de revólver que, no lugar de tiro, desarma a pessoa com um choque elétrico.

A Guarda Municipal já está com toda a documentação exigida Ministério da Justiça para poder utilizar esses equipamentos. E obteve junto ao governo federal recursos para a aquisição de coletes para seus componentes. O problema é que, criada há 20 anos com o propósito de ter pelo menos cem guardas, a corporação conta hoje com apenas 60.



Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 18h28
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Senadores modificam legislação sobre arma de fogo
[Foto: Plenário do Senado ]

O Plenário do Senado aprovou na noite desta quarta-feira (28) alterações na Lei 10.826/03, que trata do registro, posse e comercialização de armas de fogo, além de definir crimes e criar o Sistema Nacional de Armas (Sinarm). As alterações constam do Projeto de Lei de Conversão (PLV) 12/08, proveniente da Medida Provisória (MP) 417/08. Aprovado na forma como veio da Câmara dos Deputados, o PLV vai agora à sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O relator-revisor da matéria, senador Raimundo Colombo (DEM-SC), lamentou que a proposta tenha chegado ao Congresso Nacional na forma de MP, o que "limita absurdamente o trabalho do relator". A validade da MP expira no próximo dia 4. Por conta da exigüidade do prazo, as duas emendas propostas pelo senador Aloizio Mercadante (PT-SP) serão tratadas posteriormente em projetos de lei.

Mercadante quer incluir entre as categorias profissionais com direito a porte de arma os agentes penitenciários - excluídos nas discussões na Câmara dos Deputados - e agentes da Fundação Nacional do Índio (Funai) que trabalham no meio da mata. O líder do governo, Romero Jucá (PMDB-RR), comprometeu-se a apoiar esse encaminhamento posterior e o senador Romeu Tuma (PTB-SP) alertou para a necessidade de se incluir outras categorias profissionais "que têm risco profundo em suas ações" e não podem andar armadas.

Raimundo Colombo, entretanto, enfatizou que o PLV resultou de "amplo acordo estabelecido na Câmara dos Deputados com a participação da sociedade". Destacou que a proposta teve a aquiescência de várias entidades que compõem a Rede Desarma Brasil, como a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o Conselho Nacional de Igrejas Cristãs no Brasil (Conic) e dos Movimentos Viva Rio e Sou da Paz.

O relator destacou quatro pontos positivos da proposta: a ampliação dos prazos de registro de armas na Polícia Federal; a melhor definição do porte de arma para caçadores de subsistência; a retomada da campanha de regularização de registros de armas em condições mais favoráveis; e a possibilidade de entrega voluntária das armas à Polícia Federal, em qualquer tempo, mediante indenização e presunção de boa-fé.

Ele destacou a desburocratização do registro de armas trazida pelo PLV. Segundo ele, a legislação, ao criar entraves burocráticos, deixou em níveis medíocres os números relativos ao registro. Também elogiou a nova tabela de valores para o registro (ver abaixo), já que os valores cobrados atualmente "não são razoáveis". As taxas abusivas, no entendimento de Raimundo Colombo, levaram ao recadastramento, pela PF, de 400 mil armas, ficando de fora cerca de 14 milhões. Outras 450 mil foram entregues voluntariamente.

- Com a atual legislação, o Brasil se tornaria o maior mercado ilegal de armas leves no mundo - afirmou o senador, lembrando ser a Polícia Federal a maior interessada no fim dos empecilhos criados para o registro de armas.

O relator também elogiou a nova redação do artigo 32 da referida lei, que deixa explícita a extinção da punibilidade do cidadão que entregar voluntariamente uma arma sem registro. Além disso, na entrega da arma, seus possuidores serão indenizados.

Detalhamento

O PLV 12/08 prorroga até 31 de dezembro de 2008, sem pagamento de taxa, o prazo para renovação do registro estadual de propriedade de arma de fogo junto à Polícia Federal.

O proprietário de arma de uso permitido e sem registro poderá solicitar seu registro até 31 de dezembro de 2008, apresentando nota fiscal ou comprovação de origem lícita da posse. Até essa data, não será necessário o pagamento de taxas, mas a partir de 1º de janeiro de 2009 haverá taxa no valor de R$ 60. A mesma regra vale para os que já tiverem registro estadual até a data de publicação da futura lei e também decidirem não entregá-la. Em ambos os casos, o PLV exige a apresentação de carteira de identidade e de comprovante de residência fixa.

Para facilitar os procedimentos, o proprietário poderá obter pela Internet, no site da Polícia Federal, um certificado de registro provisório da arma de fogo com validade de 90 dias. Uma renovação do certificado provisório será expedida por essa instituição pelo prazo que achar necessário à emissão do documento definitivo.

De acordo com o PLV, as armas apreendidas que não servirem mais ao processo judicial e forem encaminhadas pelo juiz competente ao Comando do Exército não precisarão mais ser destruídas, como ocorre atualmente.

Para adquirir arma de fogo de uso permitido, o interessado deverá, além de declarar efetiva necessidade, comprovar idoneidade, com apresentação de certidões negativas de antecedentes criminais fornecidas pela Justiça Federal, Estadual, Militar e Eleitoral. Deverá também comprovar que não está respondendo a inquérito policial ou a processo criminal.

A aquisição de munição somente poderá ser feita no calibre correspondente à arma registrada e na quantidade de munição estabelecida na regulamentação da lei. Outra mudança incluída pelo PLV estende para todo o território nacional a validade do porte de arma, fornecida pela corporação ou de propriedade particular, dos integrantes das Forças Armadas; das polícias civil, federal, rodoviária federal, ferroviária federal, militar e dos corpos de bombeiros; da Agência Brasileira de Inteligência (Abin); do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República; e das polícias legislativas da Câmara e do Senado.

O transporte das armas doadas será de responsabilidade da instituição beneficiada, que deverá cadastrá-las no Sinarm ou no Sistema de Gerenciamento Militar de Armas (Sigma), conforme o caso. Semestralmente, o Poder Judiciário deverá encaminhar a esses sistemas, de acordo com o tipo de armamento (se de uso permitido ou de uso restrito), a relação de armas acauteladas em juízo, mencionando suas características e o local onde se encontram.

Para os residentes em áreas rurais, maiores de 25 anos, que comprovem depender do emprego de arma de fogo para prover a subsistência alimentar de sua família, o PLV permite a concessão de porte de arma na categoria "caçador para subsistência". Esse porte será para apenas uma arma, de uso permitido, de tiro simples e calibre igual ou inferior a 16.

Para obter o porte nesses casos, o PLV exige os seguintes documentos: certidão comprobatória de residência em área rural, documento de identidade e atestado de bons antecedentes. Caso o caçador faça outro uso da arma, responderá por porte ilegal ou por disparo de arma de fogo, independentemente de outras tipificações penais.

Credenciamento

Ainda de acordo com o PLV, o Ministério da Justiça disciplinará o credenciamento de psicólogos e instrutores de tiro. Os primeiros não poderão cobrar dos proprietários de armas mais que o valor da tabela estabelecida pelo Conselho Federal de Psicologia para a avaliação psicológica. O valor da aula de tiro será de, no máximo, R$ 80.

Outros profissionais com menos de 25 anos e com direito a porte de arma passam a ter direito de comprá-la. Entre eles, estão agentes operacionais da Abin; do Departamento de Segurança do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República; e integrantes das carreiras de auditoria da Receita Federal do Brasil (auditor-fiscal e analista tributário) e de auditoria-fiscal do Trabalho.

O PLV permite também às instituições de ensino policial e às guardas municipais adquirirem insumos e máquinas de recarga de munição, mediante autorização e exclusivamente para suprir suas atividades. Quem tiver porte de arma e quiser comprar arma igual a que está autorizado a portar não precisará comprovar capacidade técnica e de aptidão psicológica para seu manuseio, contanto que a autorização esteja dentro da validade.

Abaixo, a tabela de taxas para registro de armas, de acordo com a lei atual, a MP 417/08 e o PLV 12/08 que a modificou: 



Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 14h29
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Guarda civil demitido por abandono consegue rever processo administrativo
type=text/javascript> // Exibe Window 180x150 DEshow('180x150',7); language=JavaScript1.1 src="http://bn.uol.com.br/js.ng/site=par&chan=&subchan=outros&affiliate=parultimainstancia&size=180x150&page=7&conntype=0&expble=1&reso=1088x612&cmpng=0&group=5&tile=14312530935705?">  
 
A 3ª Seção do STJ (Superior Tribunal de Justiça), por maioria, determinou a revisão do processo administrativo que demitiu um guarda civil do Rio de Janeiro por abandono de cargo público. Marcos Machado dos Santos havia pedido a reconsideração do ato que o demitiu, porém o processo não foi localizado.

De acordo com informações do tribunal, o guarda civil foi demitido em 1967 por ter faltado ao trabalho sem justificativa, por 53 dias. Ele pediu a revisão do processo administrativo para que fossem abonadas as faltas de 30 dias, com base no artigo 1º da lei fluminense 1.508/67. Alegou que o número de faltas sem justificativa seria de 23 dias, o que não poderia resultar em sua demissão. Para ele, o correto seria aplicar outra sanção menos drástica.

Em uma nova tentativa de reconsideração do ato de demissão, o processo não foi achado. Sustenta que, por esse motivo, ficou impossibilitado de juntar novo documento ao processo. Em defesa da legalidade da demissão, o advogado do Estado do Rio de Janeiro argumentou que o documento não possui nada novo porque sempre constou no processo e que não tem o poder de estabelecer o real número de faltas cometidas.

O revisor do processo, ministro Napoleão Nunes Maia Filho, ressaltou que o novo documento demonstra que o servidor público não se ausentou por mais de 30 dias consecutivos do local de trabalho. “Realmente, não ficou comprovado, por esse documento, que tenha o guarda civil se ausentado por prazo maior que este período.”

Como a administração pública não trouxe provas que demonstrassem a ausência do servidor, o ministro julgou procedente o pedido de revisão do processo administrativo. “Não pode ser outra a interpretação para o caso, pois inadmissível que o Tribunal possa perpetuar tamanha injustiça que se quer impor”, sustentou o ministro.

Quinta-feira, 29 de maio de 2008


Guarda não derruba barracos

A Guarda Municipal de Fortaleza, a exemplo das polícias Militar, Civil e Federal, também tem "serviço de inteligência" e participa de alguns cursos na Agência Brasileira de Inteligência. Os agentes são acionados sempre que ocorre ocupação em algum terreno da Prefeitura. "Eles fazem o reconhecimento do local, checam se há alguém armado e qual a origem desse movimento", explica o diretor-geral da Guarda, Arimá Rocha.

A partir das informações levantadas, a direção da Guarda Municipal estabelece o número de agentes escalados para trabalhar na desocupação do terreno. Arimá Rocha ressalta que a Guarda não atua diretamente na derrubada dos barracos. "A nossa função não é empurrar barraco. É garantir a segurança dos fiscais da Regional e, também, das famílias que estão no terreno. Não usamos armamento letal", afirma.

A estratégia, segundo ele, é sempre levar mais agentes do que o número total de pessoas envolvidas na invasão. Quando necessário, a Guarda solicita ainda o apoio da Polícia Militar. "Na favela do Pau Fininho (desocupada em 8 de abril), por exemplo, levamos 160 PMs e 80 guardas. Se tivéssemos apenas 20 policiais e 20 guardas teria sido complicado", diz Arimá Rocha. Na ocasião, o terreno invadido tinha 72 famílias e cerca de 200 pessoas.

Por se tratar de ano eleitoral, o diretor-geral diz que a tendência é aumentar o número de invasões em Fortaleza. "Vamos viver um período muito difícil, pois teremos a motivação política aliada ao componente atual (especuladores). Mas, de um modo geral, quem comanda mesmo são os especuladores", afirma. (CR/DT/TC)


Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 16h22
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Guarda Municipal vai recadastrar mototaxistas


A Guarda Municipal de Umuarama (GMU) fará um recadastramento dos mototaxistas que trabalham na cidade. Além de fiscalizar os alvarás, os inspetores da GMU pretendem incentivar os trabalhadores a ajudarem na identificação de bandidos que se vestem de mototaxistas para praticar crimes. Hoje às 9h, no Centro Cultural Schubert, acontece o primeiro encontro entre a GMU e os mototaxistas.
A inspetora de trânsito da Guarda Municipal, Dianês Maria Piffer, explicou ontem que na maior parte das ocorrências de trânsito atendidas pela Guarda há envolvimento de motoqueiros, por isso ela acredita que o trabalho de conscientização deve ser intensificado junto aos que trabalham honestamente.
Dianês acredita ainda que os mototaxistas podem ajudar a solucionar boa parte dos crimes registrados na cidade. Para ela, o fato de eles conhecerem bem a cidade e terem fortes vínculos entre si pode ajuda a montar uma rede de informações capaz de identificar veículos utilizados em fugas, por marginais.
"Convocamos os representantes das empresas cadastradas para a reunião, na sala de reuniões do Centro Cultural, e vamos iniciar a aproximação. A regularização é importante para que os verdadeiros mototaxistas se sobressaiam, assim a categoria será mais valorizada", definiu.



Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 16h22
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Ambulantes sofrem para driblar Guarda Civil e vender na Parada

language=javascript type=text/javascript> language=javascript1.1 src="http://bn.uol.com.br/js.ng/site=folha&chan=online.ilustrada&size=180x150&page=7&expble=0&conntype=0&tile=711107341854360?" type=text/javascript>
Publicidade

colaboração para a Folha Online

Diversos vendedores ambulantes reclamaram à Folha Online sobre a marcação rígida da Guarda Civil e da Polícia Militar durante a 12ª Parada do Orgulho GLBT em São Paulo, que acontece neste momento na av. Paulista, em São Paulo.

"Hoje temos que fugir do 'rapa'. A marcação está bem forte e pior que nos anos anteriores", afirmou Celso de Mello, que vende cerveja (uma por R$ 3 e duas por R$ 5), refrigerante e água (R$ 2 cada).

A Polícia Militar já havia revelado durante a coletiva de imprensa da Parada que neste ano faria uma "Varredura" antes do evento com a Guarda Civil para retirar todos os camelôs da região por onde passa o evento.

"Estamos driblando o perigo como dá. Está bem mais complicado vender na Parada. Já vi diversos colegas que tiveram seus produtos confiscados. A PM apreendeu uma senhora que vendia e chegou até a brigar fisicamente com o filho dela", disse Carlos Rocha, que também vende refrigerante e cerveja, cada um por R$ 3.

Nas imediações do evento, como na r. Frei Caneca, muitos ambulantes armavam esquemas em conjunto para conseguir vender seus produtos. Eles trocavam informações sobre as melhores ruas (com menor policiamento) e as formas mais rápidas de fugir em caso de apreensão.

A rua de trás do Masp (Museu de Arte de São Paulo), o Boulevard 9 de Julho, está tomado por carrinhos que vendem cachorro quente e vendedores de bebidas que, apesar da marcação, conseguem vender seus produtos.

"Mesmo com a Polícia e a Guarda em cima da gente, dá para vender. Temos que ser rápidos e não marcar bobeira. Qualquer deslize, pode colocar tudo a perder, mas conseguimos faturar mesmo assim", disse a vendedora de acessórios Telma Moraes, que estava acompanhada de sua filha e seu irmão.



Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 16h16
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Guarda Municipal realiza fórum sobre segurança escolar

JB Online

RIO - A Prefeitura do Rio promoveu nesta terça-feria, na Universidade Castelo Branco, em Realengo, Zona Oeste do Rio, fórum sobre Segurança nas Escolas. Este é o terceiro de quatro debates entre representantes da Guarda Municipal do Rio e segmentos da sociedade. Os encontros debatem soluções para as questões na área de segurança pública em nível municipal.

O evento teve como palestrantes o subinspetor José Carlos Sebastião Pinto, do Grupamento de Ronda Escolar; a educadora Mara Emília Cardozo, da 7ª Coordenadoria Regional de Educação; e a juíza Ivone Caetano, da Vara da Infância, Juventude e Idoso.

Os três demonstraram compartilhar o mesmo ponto de vista: a escola é, depois da família, importante formadora de cidadãos, ao promover o encontro de jovens de diversas culturas.

O quarto e último fórum será no dia 19 de junho, das 9h às 12h, no Sesc-Madureira, sobre o tema Integração Família, Escola e Sociedade. Os interessados em participar dos encontros, que são abertos ao público, podem inscrever-se pelo telefone (21) 3094-4555 ou no site www.cieds.org.br/forum.

Os fóruns de segurança fazem parte das atividades realizadas dentro do convênio firmado entre Prefeitura do Rio/Guarda Municipal, Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República, União Européia e a ONG Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável (Cieds).

Além dos encontros, o convênio promove edições do curso Direitos Humanos, Uso Legítimo da Força e Guarda Comunitária desde novembro de 2007 na Academia da Guarda Municipal, em São Cristóvão. Com ensino semipresencial e material didático multimídia, o curso capacitará até agosto 3.500 agentes.



Guardas prendem mais do que a Policia Civil.


A Guarda Municipal do Rio de Janeiro é quem mais prende em flagrante na cidade depois da Polícia Militar. Passou disparado a Polícia Civil. A revelação foi feita pela coordenadora do Núcleo de Informações em Segurança e Violência do Instituto Municipal Pereira Passos, Ana Paula Miranda, no congresso da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo, a Abraji.
O fenômeno parece ser nacional. Em Foz do Iguaçu, quando o Ministério Público entrou com ação para reduzir as funções da Polícia da cidade à guarda de bens municipais apenas, a própria Polícia Federal protestou. É que lá a Guarda Municipal é quem mais tem tido sucesso no combate ao contrabando e detenção de contrabandistas.
Em São Paulo não é diferente, basta observar a enorme quantidade de prisões em flagrante atendidas pelos guardas especialmente no centro da cidade onde o efetivo da GCM é no minimo duas vezes maior do o da PM.


Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 01h26
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Preso acusado de matar guarda muncipal de Jaboatão em 2006
Publicado em 20.05.2008, às 08h59

Do JC OnLine

A polícia prendeu o acusado de matar o guarda municial de Jaboatão dos Guararapes Severino Antônio de Souza, 53 anos, no Carnaval de 2006. Gebson Manoel da Silva, 25, foi preso por ordem judicial e será apresentado na manhã desta terça-feira (20), na Delegacia de Repressão ao Roubo e ao Furto, em Tejipió.

De acordo com a polícia, Gebson Manoel foi preso em um restaurante nas proximidades do Aeroporto Internacional dos Guararapes. Ele é acusado de matar o guarda a tiros no domingo de Carnaval, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife. O corpo de servidor municipal foi encontrado, já em estado de putrefação, na Rua dos Coqueiros, no bairro de Cavaleiro, no dia seguinte ao homicídio.



Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 14h14
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Base da Guarda Civil é depredada após briga
por Juliana Bonfim, da Redação

Confusão em quermesse no Jardim Tranqüilidade termina no 2º DP

Dois homens foram presos na noite de anteontem depois de brigarem entre si, durante uma quermesse realizada na paróquia Nossa Senhora de Fátima, no Jardim Tranqüilidade. Enquanto guardas civis levavam os dois detidos à delegacia, uma base da corporação, na mesma rua, foi depredada e pichada.


Reforço Guardas municipais reforçam a segurança na base da corporação, que foi alvo de vandalismo no domingo à noite

Os dois homens brigaram por volta das 21h30 e, detidos, foram levados por dois guardas municipais para o 2º DP (Vila Galvão). De acordo com o comandante da Guarda Municipal de Guarulhos, Luiz Carlos Barreto, os dois foram submetidos a um teste de bafômetro, que teria constatado teor de álcool elevado. 

DEPREDAÇÃO
Após a prisão, a festa continuou, mas, logo depois da saída da GCM, um grupo de vândalos apedrejou e pichou a futura base local da corporação, que ainda não foi inaugurada, usando farta quantidade de pedras e entulho disponíveis no entorno da igreja, gerados pela obra de reforma do prédio. Imediatamente, sete veículos, com 14 guardas no total, foram deslocados para a quermesse. Uma segunda leva com dois homens maiores de idade e oito adolescentes foi parar no distrito policial. O apedrejamento estaria ligado à prisão inicial dos dois homens.

Uma testemunha foi à delegacia e reconheceu o autônomo Marcos Aurélio da Silva, 30 anos, e cinco adolescentes. Os demais, que não foram reconhecidos, terminaram por serem liberados pela polícia. Os adolescentes foram entregues aos pais, que foram à delegacia e assinaram um termo de responsabilidade.

Até o fechamento desta edição, Silva ainda estava preso. Ele pode pagar uma fiança de R$ 310 e ser liberado; porém, vai responder por depredação e dano ao patrimônio público. Segundo o comandante da GCM, o patrulhamento no local será reforçado.



Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 14h14
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Comerciantes e guardas-civis entram em confronto no Centro de SP

Confusão começou durante apreensão de caminhões em estacionamentos irregulares.
Guarda Civil usou gás de pimenta e bombas de efeito moral para controlar a situação.

Madrugada de confusão em São Paulo. Comerciantes da região do Mercado Municipal, no Centro, entraram em confronto com guardas-civis metropolitanos que recolhiam frutas nesta terça-feira (20).

 

Caminhões descarregavam a mercadoria que seria vendida desde a madrugada, quando fiscais da subprefeitura chegaram com 30 guardas metropolitanos e 21 policiais militares, para recolher o produto. Os veículos estariam estacionados em locais proibidos.

 

Segundo a Guarda Civil, a operação era para desobstruir o trânsito e combater o comércio irregular. Os comerciantes reagiram. A confusão começou. Eles acuaram os guardas municipais. Um funcionário da subprefeitura da Sé teve de ser retirado do local. Outro tentou se proteger por trás dos guardas, enquanto o grupo atirava pedra e madeira.

 

Um guarda-civil chegou a sacar uma arma e atirar para o alto. Os comerciantes ficaram afastados, mas mantiveram as manifestações. A guarda usou gás de pimenta e bombas de efeito moral pra dispersar o grupo. Alguns comerciantes e carregadores foram feridos com bala de borracha.

 

A operação terminou com dois caminhões apreendidos e a mercadoria recolhida.

 

Esse movimento de descarga de frutas é comum todas as noites, na Rua da Cantareira. Comerciantes que tiveram a mercadoria apreendidas reclamam. Com a nota fiscal nas mãos, um deles protestou pelas cem caixas de frutas que foram levadas.

 


Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 09h48
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Guarda e Juizado fiscalizam tráfego na feira livre em Dourados

Atendendo a um pedido antigo dos feirantes, o comando da Guarda Municipal determinou uma varredura na feira livre da Rua Cuiabá, que acontece aos sábados e domingos. Sob o comando do sargento militar Rui Carlos Zanco, o GM Luiz Carlos Silva, os supervisores Vicente Chenkarek e Ademir Martins, além de dez aspirantes à Guarda em fase de formação, foram para a feira orientar condutores.

A reclamação é antiga. Ciclistas e motociclistas circulam sem restrição entre as pessoas que transitam entre uma barraca e outra. Fora o risco de acidentes, trafegar na feira é proibido. Zanco explica que os ciclistas podem seguir empurrando a bicicleta, mas não conduzindo. Isto não vale para motociclistas. Quem desobedecer, está sujeito a multas.
A presença da Guarda no local também visa coibir os pequenos furtos que ocorrem com freqüência em todos os setores, desde alimentos, roupas e especialmente na área de acessórios, CDs, DVDs e outros. O prejuízo é inevitável.

Zanco explica que um dos objetivos da Operação Feira Livre, é orientar os flanelinhas que ficam naquela região para tentar garantir uns trocados. O problema é que alguns chegam a constranger a clientela, que muitas vezes paga por medo de ter o carro ou motocicleta danificado. Vale lembrar que a maioria dos flanelinhas trabalha direito, mas alguns que recebem ordens de adultos acabam prejudicando quem age de forma correta.


Dois fiscais do Juízo acompanharam a fiscalização na feira livre, no domingo pela manhã.
A equipe percorreu os estacionamentos, para checar denúncias de trabalho infantil. "Adultos estariam explorando crianças e adolescentes que atuam como flanelinhas", diz Zanco.
A Guarda Municipal e fiscais do Conselho da Vara da Criança e Adolescente de Dourados também querem verificar se há indígenas em situação de risco.
Conforme Zanco, a fiscalização será ostensiva todos os finais de semana. O comandante acredita que, com a formação dos novos guardas (26), a GM vai conseguir atender à expectativa dos feirantes.


De acordo com pessoas que trabalham na feira, mas preferem não se identificar, pequenos furtos e abordagens de gatunos vêm afastando as famílias que costumavam freqüentar o centro de comércio itinerante da Rua Cuiabá, ponto turístico de Dourados.
O local é famoso pelos pastéis, chipas, churrasquinhos, frangos assados, doces, comidas típicas e o artesanato, que atraem pessoas de toda região. Isto sem contar o colorido das frutas e verduras frescas produzidas na Grande Dourados, que os feirantes levam para as bancas todos os sábados e domingos



Desbafo enviado via email por um companheiro da IFisc.


Estou lhe enviando esse email como forma de desabafo, e peço que me ajude a contagiar outros integrantes que talvez pensem a mesma coisa, e outros que deveriam pensar, pois o que desejo é o bem da sociedade e o sucesso do trabalho da Guarda Civil.
Tenho trabalhado muito desmotivado nesses últimos tempos, para falar a verdade há muito tempo não tenho motivos para gostar do trabalho que faço. Saio de minha Inspetoria com a sensação de não ter cumprido meu dever frente a sofrida e roubada(de seus direitos) população de São Paulo. Porque?
Trabalho na Inspetoria de Fiscalização, uma inspetoria um pouco diferente das outras, diferente simplesmente porque temos uma atribuição a mais do que outras, ou seja, somos responsáveis pela fiscalização do comércio ilegal e afins na cidade de São Paulo, porém essa é somente uma atribuição dessa inspetoria, e o que tem acontecido é que somos obrigados na grande maioria das vezes a esquecer qual o nosso principal papel perante a sociedade, que é ser "Aliada, Protetora e Amiga", ou não é esse título que deram a GCM de São Paulo?
O que tem acontecido é o seguinte: Os guardas das Fisc por diversos motivos estão se esquecendo que estão uniformizados e armados, que deveriam proteger a população, o patrimônio público e suas instalações. Tenho visto muito no meu plantão e nos outros também, guardas que só pensam em "saco e lacre", saem nas ruas e só se preocupam com isso, alguns não tem postura nenhuma, agem como "paisanos", não cuidam nem da própria segurança, transitam em meio as pessoas da cidade como se estivessem no dia de sua folga, não se atentam para possíveis crimes, delitos, ou apoio a população em qualquer sentido, só querem saber de camelôs, só pensam em camelôs e isso tem gerado na sociedade e com razão, falta de confiança em nós, revolta, um conceito errado do objetivo e capacidade da Guarda Civil.
Estou tão cansado de ser chamado de ladrão, filho da p..., de ouvir as pessoas nos mandarem ir pegar ladrão, e muitas outras coisas. E isso é fruto do péssimo trabalho e da falta de postura de uma quantidade muito grande de GCMs.
O trabalho de fiscalização tem sua importância, a cidade antes disso era imunda, intransitável, havia uma quantidade descontrolada de ambulantes, e no meio deles bandidos e traficantes. O trabalho tem que continuar, mas daí ser prioridade é absurdo. Os guardas da fiscalização antes de qualquer coisa são GUARDAS CIVIS, tem o dever de POLICIAR (cuidar, zelar, proteger) as pessoas e os bens públicos, pois foi para isso que foi criada.
Os inspetores dessa inspetoria quase que impõem quantidades de apreensões, só ficam satisfeitos quando caminhões são lotados de mercadorias. Nas preleções quase nunca se ouve um superior instruindo seus guardas com relação a própria segurança, com as atitudes a serem tomadas frente as ocorrências, com a postura de proteção da população, com estratégias de posicionamento em rua para coibir crimes, mas só se ouve falar de assuntos relacionados a "saco e lacre, saco e lacre"...Meu Deus para que usarmos uniformes e armas?
Senhores inspetores e guardas bizonhos, não somos Agentes de apoio, prestem atenção!!! Nada contra os agentes de apoio, mas cada um com sua função, e de preferência cada um em sua unidade e em seus veículos de transporte, (e isso é outra coisa que deve-se rever, pois há GCM andando de metrô e a pé, enquanto há agentes de apoio sendo transportado de Micro-ônibus e viaturas, não há meios de se fazer o trabalho, não o faça).
Há muitos Guardas que são bizonhos, seja por ser espelho de seu superior ou seja por outros motivos, mas o que deve ser dito é que na Inspetoria de Fiscalização há muitos Guardas bons, reais profissionais de Segurança Pública, que vêem assim como eu o trabalho de fiscalização como atribuição de seu local de trabalho e não como sua principal função e razão de existir. Há Guardas que são policiais, que tem postura, que se faz respeitar, que sabem lidar com criminosos, com as necessidades da população pertinentes à sua função, que ao rodarem de viatura fazem patrulhamento e não “caça à ambulantes”, que prezam pela imagem da Corporação.
Companheiros Guardas Civis da Inspetoria de Fiscalização, seja um Guarda Civil e não um agente de apoio, você usa “FARDA AZUL E NÃO COLETE DE PANO”.
SEJA ALIADO, PROTETOR E AMIGO.
Temos que ver os ambulantes como trabalhadores que tem família e precisam sustentá-la e não como inimigos, criminosos.
PRESTEM ATENÇÃO, VAMOS MUDAR A IMAGEM NEGATIVA QUE ESSA INSPETORIA CRIOU DA GCM. VAMOS FAZER AQUILO PARA QUE FOMOS CRIADOS.


Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 00h05
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Santa Barbara d'Oeste. Trafico.

Noticia enviada via e-mail por um companheiro de SBO

Em patrulhamento pela Rua Itapura, os Patrulheiros José, Marcatto e Juliana da Equipe de APOIO da Guarda Civil Minicipal, depararam com FJGR no cruzamento das vias R. Itaúna x R. Itapura e ao avistar a aproximação da viatura fez um sinal com a mão esfregando no peito indicando na gíria criminal que a área estava suja, ou seja, informando a presença de viatura e posteriormente fez um sinal para que as pessoas que estivessem na rua Itapura se evadissem, esta atitude foi muito expressiva, no sentido de fazer com as partes atentassem e fossem cautelosas, pois a polícia estava no bairro. Rapidamente acessamos a Rua Itapura onde deparamos com a EFGe ALTS, ambos de bicicleta, que de pronto foram abordados e demonstraram-se atônitos e durante a busca pessoal foi localizado no bolso da blusa de E 150 pedras de crack distribuídos em 5 embalagens de "bidus" subdivididos em 3 contendo 10 pedras cada um e uma cédula de 10,00 reais; com A nenhum ilícito foi encontrado, sendo este arrolado como testemunha, F também foi submetido a busca pessoal onde foi localizado a quantia de 90,00 reais, sendo duas notas de 5,00, seis notas de 10,00, uma nota de 20,00, nada mais. Indagado a respeito de quem adquiriu a droga, não informou, alegou somente que era para seu próprio uso. Receberam voz de prisão em flagrante delito sendo conduzidos ao Pronto Socorro Municipal onde passaram por Laudo clínico e posteriormente foram apresentados na unidade policial juntamente com as duas bicicletas. A autoridade de plantão Dr. Rômulo Gobbi cientificou-se dos fatos e deliberou o auto de prisão para : E e F por flagrante de Tráfico de Drogas e associação ao tráfico recolhendo ambos nesta cadeia pública municipal. A após prestar depoimento foi liberado juntamente com sua bicicleta de marca caloi, Montana, cor cinza e vermelha, aro 26. Objetos apreendidos: Uma bicicleta GTS de 21 marchas, GTS 5 20974, cor chumbo, com amortecedores, 150 pedras de crack e 100,00 reais de dinheiro.
OBS.: No incício da apresentação da ocorrência pelo plantão, a E ao ser indagado pelo plantonista Roberto Del Agnese acerca do entorpecente E com grande sarcasmo e ironia desacatou o plantonista bem como os Patrulheiros apresentantes proferindo: Esta b... é minha (referindo-se a droga) vão se f....


Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 00h05
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




GCM Guarulhos - Projeto G.U.A.R.D.

A Guarda Civil de Guarulhos vem se destacando entre as guardas da região metropolitana, além de novos serviços como o policiamento com bicicletas, canil e presença mais ostensiva no centro da cidade, a força policial guarulhense apresenta nas escolas municipais o Projeto G.U.A.R.D. que além de conscientizar os jovens estudantes de escolas municipais da cidade na educação preventiva ao uso de drogas, o programa aproxima o policial das crianças, humaniza a função e mostra a verdadeira característica da Guarda Civil que é ser uma policia preventiva e comunitária.
Veja o projeto.

G.U.A.R.D – (Grupo Unido na Ação de Resistência às Drogas)

INICIO DAS ATIVIDADES: 16 de dezembro de 2006 (Primeira formatura de 42 crianças – filhos de Guardas Civis)

DESCRIÇÃO DO PROJETO: O GUARD (Grupo Unido na Ação de Resistência às Drogas) dividido em nove módulos, é um programa de educação preventiva ao uso de drogas, que tem como objetivo evitar que crianças e adolescentes iniciem seu uso, orientando-as com o auxílio de fantoches e cartilhas em seu meio natural, a escola ou associação da qual fazem parte, mostrando-lhes os efeitos das drogas e ensinando-lhes as habilidades necessárias para manterem-se longe desse mal. O programa também busca oferecer aos jovens uma chance de perceberem os Guardas como amigos e pessoas em quem possam confiar, desenvolvendo uma atitude positiva em relação às autoridades e respeito às leis.
As lições objetivam o desenvolvimento da auto-estima, controle das tensões, civilidade, além de ensinar técnicas de autocontrole e resistência às pressões de grupos e ás formas de
oferecimento das drogas por pessoas estranhas ao convívio das crianças e adolescentes.
O G.U.A.R.D é aplicado em parcerias com as escolas municipais e entidades civis ou religiosas, e está direcionado à crianças de 09 a 12 anos.

Confira mais no site GCM Guarulhos, sempre atualizado e muito bem feito.



Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 00h04
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 ´Foi ato de desespero`, diz empresário

Jovem de 21 anos matou seqüestrador e prendeu comparsas do crime

19/05/2008 - 21:58 - O empresário de 21 anos de Carapicuíba, na Grande São Paulo, que matou o seqüestrador, prendeu outros três e conseguiu fugir do cativeiro em Americana, a 128 km da capital paulista, diz que tomou a atitude em um “ato de desespero”. “Ele vivia falando que ia me matar. Indiferente se tivesse o dinheiro ou não. Foi um ato de desespero. Eu vi o machado e acertei ele", contou.

O empresário foi seqüestrado na noite da sexta-feira (16), quando saía do trabalho em uma transportadora em Carapicuíba. O delegado Claudiney Albino Xavier, titular do 1º Distrito Policial de Americana, afirmou que existe a informação de que, inicialmente, o empresário foi mantido refém em um cativeiro em Santa Bárbara d’Oeste, a 138 km da capital paulista, e, em seguida, foi levado para Americana. O cativeiro nesta última cidade seria um ponto de consumo de drogas, segundo a polícia.

O empresário ficou mantido em um quarto desamarrado. Por volta da 0h de domingo (18), ele percebeu que o seqüestrador que o vigiava cochilou e, então, o atacou com um machado encontrado no próprio quarto. O empresário aplicou três machadadas contra o seqüestrador, que morreu. Em seguida, ele pegou o revólver que estava na cintura do seqüestrador e rendeu outras duas pessoas que estavam na casa: o dono do imóvel e uma mulher.

O empresário obrigou os dois a levá-lo a uma delegacia. No meio do caminho, ele avistou um carro da Guarda Municipal e obrigou a mulher a parar. Ele desceu do veículo e acenou para os policiais, falando que havia sido seqüestrado, que tinha matado o seqüestrador e que estava com a arma dele. Os guardas levaram novamente o grupo ao cativeiro e, após prenderem uma outra suspeita, encaminharam todos à delegacia de plantão de Americana, onde o caso foi registrado.

Ainda segundo Xavier, os três presos foram autuados em flagrante por extorsão mediante seqüestro. O homem foi levado para o CDP de Americana, uma das mulheres para a cadeia feminina de Charqueada, a 191 km da capital paulista, e a outra para a cadeia feminina de Leme, a 189 km de SP. Dois suspeitos estão foragidos, entre eles o mandante do seqüestro que, de acordo com a polícia, seria primo de segundo grau do empresário.

Para especialistas em segurança, foi mesmo um ato de desespero - extremamente perigoso. A orientação para vítimas de criminosos armados é a de jamais reagir. Nas estatísticas policiais, a maioria dos casos em que há reação termina de forma trágica para a vítima.

Legítima defesa
O empresário não foi indiciado pela polícia. De acordo com o delegado Claudiney Albino Xavier, ele não foi fichado por ter se apresentado espontaneamente à polícia e pela morte ter se tratado de legítima defesa.

Existe a possibilidade de o juiz ou promotor do caso responsabilizarem penalmente o empresário pela morte, mas Xavier acredita que isso é pouco provável. O delegado afirmou que, para tomar a decisão, baseou-se também na reconstituição do crime, que foi feita durante a madrugada desta segunda, com os próprios envolvidos.


Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 00h00
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Flagrante feito pelo monitaramento da Guarda Civil Metropolitana.

Reportagem do programa SP TV mostra a ação da GCM na prisão de um elemento vendendo celulares roubados no centro de São Paulo.



Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 15h37
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




GM Campinas. Detem 05 por porte Ilegal.

Video curtinho mostrando o serviço da Guarda de Campinas, vale apena conferir.



Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 15h36
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Ai que inveja....

CLICK NA IMAGEM.

Estas são algumas viaturas das Guarda espalhadas por todo o Brasil, que nos dão uma inveja saudável pois ao contrario da Guarda Civil Metropolitana elas são valorizadas pelo poder publico municipal e recebem estrutura para sua prestação de serviço à população.
Após 04 anos de sabotagens dos militares estaduais e do PSDB/DEM a Guarda Civil Metropolitana se apresenta em viaturas sucateadas e com uniformes ridiculamente despadronizados, se expondo como órgão de segunda categoria na segurança pública de São Paulo.
Portanto guardão, quando você receber o golpe diário na sua auto-estima ao assumir o serviço naquela viatura caindo aos pedaços, lembre-se que outros policiais de uniforme azul-marinho que estão em situação mais favorável, cabe a nós ficarmos felizes por eles, pararmos de reclamar e exigir respeito!!!


Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 15h34
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




GM VITORIA COMEÇA A ATUAR ARMADA.


A Guarda Municipal de Vitória já está circulando armada. Apartir desta terça-feira (13), cerca de 140 agentes começaram a apoiar o trabalho da Polícia Militar pelas ruas da capital capixaba. Até o final do primeiro semestre serão mais 112, totalizando 255 agentes. O porte é exclusivamente para o trabalho: no início do expediente recebem o revólver e no final da escala devolvem o equipamento. Os guardas ficarão localizados em pontos estratégicos e de maior movimentação da cidade atuando de forma preventiva e será complementar ao da Polícia Militar, explica o prefeito de Vitória, João Coser. ”
O prefeito de Vitória garantiu que possui confiança absoluta no trabalho dos guardas e sabe que o armamento não vai solucionar todos os problemas de segurança da capital. “A guarda não é solução para tudo. Ela é a esperança de inibir com sua presença o comportamento delituoso. Nós estamos armando a guarda porque estamos confiando que esse instrumento de trabalho vai proteger o cidadão e a cidade”. Além das armas, os guardas municipais também receberam algemas e um novo uniforme na cor azul-marinho - para diferenciá-los dos agentes municipais de trânsito que continuam trabalahdo desarmados.
A população pode denunciar, em caso de flagrante, os abusos cometidos pelos guardas municipais. A comunicação com a corregedoria ou com a ouvidoria da guarda pode ser feita pelo telefone 156 ou feita à Polícia Militar pelo 190 - que vai ser direcionada para o Centro Integrado Operacional de Defesa Social (Ciodes).
Parabéns a GM Vitoria, agora é mostrar serviço e conquistar a confiança da população!


Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 15h31
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Nosso apoio à GM da Cidade de Barra Bonita /SP .

Noticia enviada por um companheiro de Santa Barbara d'Oeste.

Caros colegas vamos ajudar nossos amigos da Cidade de Barra Bonita /SP
A Cidade Possui 30 mil habitantes, é uma cidade turística, possuem apenas 04 policiais militares por turno, duas viaturas.
A Guarda Municipal local esta com efetivo de 70 homens, apenas três viaturas, sendo um carro e duas moto e estão desarmados.
Constatei que eles estão concursados como vigilantes, e apenas a 3 anos estão trabalhando como guardas, solicitaram ao prefeito uma lei de criação da guarda mas não foram atendidos.
Vamos apoiar estes homens, enviem e –mails para a câmara de vereadores e informem aos mesmos como a segurança da cidade melhorará se investirem nestes homens .
Vamos ajudar nossos amigos enviando e-mail para camara dos vereadores incentivando-os quanto a criação da GCM local:
camara@cmbb.sp.gov.br ou acessem o site http://www.cmbb.sp.gov.br/

Sou Patrulheiro da Guarda Civil Municipal de Santa Barbara d’Oeste e estive na Cidade de Barra Bonita onde constatei os fatos e registrei a imagem em anexo, nela estão :
Da esquerda para direita, Patrulheiro Klaus de Santa Barbara, Patrulheiro Guilherme de Santa Barbara, Patrulheiro Marcelo de Barra Bonita e Ademilson de Barra Bonita.


Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 15h30
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Fatos e reflexões sobre a importancia do comando de carreira.


Não há coisa pior do que não ter identidade e não se identificar com seus lideres.
A Guarda Civil Metropolitana nunca passou ao longo de seus quase 22 anos de historia por período pior no que diz respeito ao número de servidores licenciados, pedidos de baixa em seus quadros, desmotivação em massa, ameaças de paralisação, alto índices de reclamação por parte dos beneficiários de seus serviços, demasiado aumento dos números de processos disciplinares e, o pior, inúmeras reportagens negativas veiculadas na mídia e nunca foi tão desrespeitada e mal administrada. A GCM, desde a sua criação, já passou por no mínimo 07 Prefeitos diferentes, e já esteve sob o comando de ex-oficias do Exército, Polícia Militar, e Delegado de Polícia.
À frente da Guarda Civil sempre estiveram comandantes que não faziam parte de sua carreira. Contudo, era sempre o número de 01 o Comandante que não fazia parte do quadro de servidores efetivos. Apenas 01 já era nocivo para a formação da identidade.
Na gestão passada, através da Lei 13.396, foi criada a Secretaria Municipal de Segurança Urbana, e a estrutura da Guarda Civil Metropolitana se dividiu em 05, sendo a Guarda Civil Metropolitana o carro chefe, seguida de órgãos independentes como a Corregedoria Geral, o Centro de Formação em Segurança Urbana, o órgão de Administração e Finanças, e uma coordenadoria de Ações Civis Comunitárias. Todos estes órgãos ficavam sob o comando do Secretário Municipal de Segurança Urbana. Naquela gestão comandava a Guarda Civil um ex Delegado de Polícia, e os outros órgãos ficavam a cargo de outras pessoas oriundas de segmentos da sociedade civil.
Na gestão do Governador José Serra, a Secretaria Municipal deixou de existir, e quatro de seus órgãos ficaram subordinados a uma Coordenadoria de Segurança Urbana, e a Coordenadoria de Ação Civil Comunitária deixou de existir (talvez porque era mais completa do que o CONSEG do Governo Estadual, e assim, para não ofuscar seu brilho...). Nesta mesma gestão, a Coordenadoria de Segurança Urbana e seus quatro órgãos foram invadidos por mais de 12 ex-oficiais da PM, que impuseram diferentes e antagônicas filosofias sobre os trabalhos que vinham sendo desenvolvidos.
Não há como criar uma identidade para a Guarda Municipal, e fazer dela uma instituição forte e preparada para melhor servir ao Governo e atender aos anseios do povo, recebendo a cada 4 anos ou menos, uma pessoa estranha aos seus quadros, principalmente quando este entranho fez parte de um grupo de profissionais que passou parte de sua vida tentando apagar a história da GCM. Não dá para a cada 4 anos ter que pensar como pensa o novo comandante. Um novo comandante leva em média dois anos para assimilar por completo o funcionamento da Guarda Municipal (tal assertiva decorre do tempo que se leva para formar um Guarda Civil, um Graduado e um Inspetor, fora o tempo de estágio) – e com isso trava todo o seu funcionamento, e outros dois anos ele usa para mudar todos os conceitos já existentes para tentar implementar os seus – que aprendeu em sua antiga instituição de trabalho.
Para formar um tenente (cargo intermediário), as academias militares pedem no mínimo 4 anos de estudos; para formar um Delegado de Polícia, no mínimo 6 meses – fora a faculdade de Direito; um soldado, no mínimo 01 ano de academia, portanto, um novo Comandante equivale a um leigo que vai freqüentar a academia com a sua pratica do dia a dia, sem instrutores, e ocupando o mais alto cargo da instituição.
Cada instituição tem seu funcionamento peculiar. A experiência que uma pessoa adquire em uma instituição não serve para ser aplicada em outra que já funciona de modo diverso.
Um novo comandante tem que se familiarizar com as novas legislações, com o novo escalonamento de cargos, com a nova estrutura dos departamentos e órgãos, tem que conhecer e pinçar alguns servidores a quem ele depositará confiança, tem que conquistar a confiança da tropa, tem que aprender a rotina do trabalho, etc. Antes disso, o novo comandante não estará seguro para trabalhar, não confia em ninguém, não delega funções, centraliza tudo nele, e com isso paralisara todo o trabalho por quase dois anos.
São fatos públicos e notórios as divergências que sempre existiram entre Polícia Militar e as Guardas Municipais.
Um Governante que prime por respeitar 22 anos de história deveria antes de tudo, perceber que constitui grande afronta e desrespeito à Instituição Guarda Civil Metropolitana, infringir-lhe um Comandante e Gestores declarados contrários à sua maior aspiração, ou seja, a aspiração de poder ter a atribuição legal de cuidar da população e promover-lhes a tão almejada segurança para a Cidade de São Paulo. (O Grande Chefe da GCM, o Coordenador de Segurança Urbana, Coronel PM Alberto Silveira, declarou publicamente sua contrariedade quanto ao fato das Guardas Municipais promoverem Segurança Pública somando-se às forças já existentes – tal posicionamento é contrário até ás aspirações do povo que clama por mais segurança).
Com efeito, tal imposição do Governo compromete por conseqüência a eficiência do serviço, e coloca à disposição do povo uma estrutura frágil, com um efetivo desmotivado, desrespeitado e temeroso pelo seu futuro.
Por outro lado, o Governo deve respeitar a vontade popular, e com isso deve impedir que interesses pessoais de Oficiais da PM aposentados se sobreponham aos do povo.
Não há justificativas para que a GCM seja dirigida por um Oficial Reserva da PM
Não precisamos de ajuda da PM.

O atual governo pensa que precisamos da ajuda da PM para realizar nossa tarefa. Digam a ele que sempre fizemos tudo o que já fazemos, e sem o apoio da PM. Foi invenção do antigo Coordenador chamar a PM para participar de tudo, pois o objetivo era justificar sua presença na prefeitura, a pretexto de que ele fazia a aproximação entre a GCM e a PM, quabdo na verdade queria destruir a guarda. Caso haja necessidade de apoio da PM em alguma de nossas operações, basta um ofício, que eles terão obrigação de atender e para isso não se faz necessária à presença de um PM no Comando da GCM.
Sem fazer apologias a governo algum, é inegável o fato de que na Gestão Governamental passada a Guarda Municipal evoluiu 10 anos em quatro – adquiriu viaturas, bicicletas, instalações, uniformes, bases comunitárias, rádios de comunicação (tudo isso usado até hoje) promoveu dois concursos para aumentar em mais de 50% o efetivo (as atuais nomeações são decorrentes de um concurso de 2004). A administração dos Oficias da PM aposentados está conseguindo destruir tudo de bom que foi plantado, e ao final, retroagirão vinte anos em quatro.

Ainda dá pra recuperar o tempo perdido.

Para a sorte de todos há um civil no Gabinete da Secretaria de Governo que tem olhado com boa vontade para a GCM.
Por tal razão, o Governo deve decidir: Ou está para servir o povo, ou está para servir aos interesses de uma corporação estadual, ajudando a destruir uma estrutura que conta com mais de 7 mil servidores equipados e treinados para promover a segurança da população que o elegeu. Se optar pelo melhor, que presenteie o povo de São Paulo, e a GCM pelos seus vinte e dois anos de existência, com a nomeação de um servidor integrante da carreira, para assumir o Comando Geral dessa valorosa instituição.
Que fique bem claro, A GCM não é inimiga da Polícia Militar e de seus integrantes, mas tem cultura, formação, ideologia e aspirações diferentes. Pode-se até promover ações em conjunto, mas cada qual com seu comando próprio.
Da mesma forma que o Governo respeita a Polícia Federal, Forças Armadas, Polícia Militar, Polícia Civil, dando-lhes um Chefe que é oriundo de seus quadros, também deveria e deve respeitar a GCM.
São mais de 7 mil profissionais se sentindo desrespeitados.
É uma simples questão de respeito, que reflete na qualidade e nos resultados.
A grande questão é: O Governo vai passar a respeitar os profissionais da Guarda Civil Metropolitana?


Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 15h29
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




As ultimas sabotagens dos coronéis.

Uma das ultimas providencias dos coroneis ao sairem da Guarda foi dar QTA no apoio dado pelo COPOM para a verificação de RG e Placas de veículos, estava dando certo, vários foragidos foram capturados e veiculos roubados recuperados, mas para os militares o interesse publico não é importante e por isso a central não pode mais fornecer estes dados ao GCM no serviço operacional.
Já era de se esperar que ao saírem tomassem alguma medida deste tipo, uma vez que o ex comandante Cel PM Res Rubens Casado em seu ultimo ato publicou ordem interna em DOC para que não sejam mais realizadas perseguições a veículos em atitudes suspeitas, pois segundo ele este tipo de ação extrapola as atividades constitucionais da Guarda Civil Metropolitana.
Eles tentaram destruir a guarda e continuarão tentando enquando existirem, mas isso não será problema; de qualquer forma continuaremos atuando como policiais pois é o que somos, independente do pensamento e das sabotagens dos coroneis e seu resquício de ditadura chamado Policia Militar.



Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 15h28
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Ocorrencia da Guarda Municipal de Sapucaia do Sul.


A Guarda Municipal de Sapucaia do Sul prendeu ontem, dia 15, Viriato Sampaio Araújo Júnior, 29 anos, suspeito de ter arrombado o prédio da Prefeitura. Ele foi flagrado escondido no gabinete do prefeito Marcelo Machado. O arrombador passou por vários setores da Administração e deixou objetos jogados pelo chão. “Nas secretarias pelas quais ele passou havia gavetas abertas e armários revirados”, conta o subcomandante da Guarda Municipal, Anderson Ávila. Após ficarem quase três horas revirando a Prefeitura atrás do arrombador, os guardas municipais o encontraram no gabinete do prefeito, embaixo da mesa. O sujeito não reagiu. Com ele foram encontrados R$ 70,00, um notebook, uma filmadora, cartuchos de impressora e outros pertences que estavam em duas bolsas. A ação da Guarda Municipal iniciou quando dois guardas municipais perceberam que um dos vidros da Prefeitura estava quebrado, chamaram reforço de mais 16 guardas e começaram a procura ao arrombador. Viriato foi levado à Delegacia de Pronto-Atendimento de Canoas. As investigações devem apurar se ele tem relação com outros dois arrombamentos na Prefeitura ocorridos em dezembro.


Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 15h27
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




GM Belo Horizonte trafico de Cocaina.


No dia 13 as 15:35 foi preso pela Guarda Municipal da cidade de Belo Horizonte no posto daRodoviaria de BH um cidadão de nome Cleberson que ao ser abordado pelosGuardas foi encontrado de posse de cerca de 2,8 kg de substancia semelhante a pasta de cocaina. A ocorrência foi encaminhada para 21 ciade policia civil onde o cidadão disse que estava em sua casa na cidadede Juiz de Fora e que ao sair de casa foi convidado por uma pessoacom apelido de "dantinha", que perguntou se ele queria ganhar uma grana, cerca de RS 500. Ele foi até BH acompanhado de uma segunda pessoa num veículopalio de cor preta para buscar o "produto" e logo depois foi deixado noterminal Rodoviario. Ele foi notado em atitude suspeita e foi abordado pelos Guardas Municipais onde foi encontrado o produto. O terminal rodoviário de BH está sendo alvo dos traficantes prova disso é que recentemente a Guarda Municipal de BH apreendeu cerca de mais de 4KG de pasta de cocaina dentro do terminal


Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 15h26
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Sumaré apresenta redução em casos de furtos e roubos.


As ações preventivas realizadas pela Guarda Municipal de Sumaré (GMS) estão trazendo bons resultados na inibição dos crimes contra o patrimônio (furtos e roubos), considerados um dos principais problemas da segurança pública nas cidades de grandes e médios portes, principalmente das Regiões Metropolitanas. Em Sumaré, estes tipos de crimes, segundo dados mais recentes da Secretaria de Segurança Pública (SSP), sofreram quedas significativas nas comparações entre o primeiro trimestre de 2007 e os três primeiros meses deste ano.
A secretária municipal de Segurança e Defesa Civil de Sumaré, Jeany Lemos Gonçalves Rodrigues – única mulher neste tipo de cargo em toda a Região Metropolitana de Campinas (RMC)- disse que os resultados incentivam ainda mais a integração dos trabalhos da GM com as Polícias Militar e Civil. Em Sumaré, são realizadas operações especiais, como a Bar Legal (Fecha Bar) e a Balada, esta mais voltada à inibição de perturbação do sossego público. Neste mês de abril também foi definida pela cúpula da RMC, em Indaiatuba, realizações mensais da Operação Romã, nas 19 cidades da Região Metropolitana. Tratam-se de megas operações envolvendo a PM, a Polícia Civil, as Guardas Municipais, além setores das fiscalizações sanitárias e de solo para atuarem de surpresa, simultânea e intensivamente em diversos pontos dos municípios. “Nas Operações Baladas, por exemplo, buscamos a ocupação dos espaços antes que ocorra alguma irregularidade e isso também contribui para diminuir furtos e roubos”, destacou a secretária de Segurança, Jeany, que foi indicada pelo prefeito de Sumaré, José Antonio Bacchim (PT), e tomou posse no cargo em 11 de abril.



Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 15h24
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Capturado guarda municipal que assassinou namorada em Itinga
 
 

O guarda municipal Catarino Ribeiro, 37 anos, procurado pela polícia por ter assassinado a namorada Marileide Oliveira Santos, 39, no último dia 5, foi preso por agentes da 3a Delegacia (Dendezeiros), após uma tentativa de roubo, na tarde de anteontem, na cidade baixa. Ele confessou ter cometido o crime por ciúme da dona de casa, que tinha cinco filhos.

No depoimento, o homicida disse que ingeriu uma garrafa de cachaça no dia em que teve o encontro com Marileide, na sua casa, no Loteamento Tropical, em Itinga, e ficou transtornado quando ela propôs o fim do relacionamento. Eles vinham se encontrando há seis meses e, segundo o homicida, ela o estaria trocando por outro. Ele então aplicou vários golpes de faca na vítima e, depois, cortou uma mecha de cabelo de Marileide, deixando-a em um canto da sala.

O homicida se escondeu na casa de parentes, provavelmente no subúrbio ferroviário, até ser preso na cidade baixa. A prisão aconteceu após Ribeiro tomar uma bolsa de uma mulher, na Avenida Dendezeiros. Os gritos da vítima chamaram a atenção dos populares e um homem se atracou com o homicida, imobilizando-o até a chegada dos agente da 3a Delegacia.

Ribeiro foi transferido para 27a Delegacia (Itinga), onde prestou depoimento ao delegado titular Jacinto Alberto, que solicitou a prisão preventiva do guarda municipal de Lauro de Freitas. O delegado disse que os agentes estavam à procura de Ribeiro desde o momento em que a polícia foi informada do homicídio, sendo realizadas diversas diligências, até mesmo em Coração de Maria, município onde o homicida nasceu. (JS)



Inscrições abertas para Concurso Público para Guarda Municipal de São José

A Prefeitura de São José abriu inscrições para Concurso Público da Secretaria Municipal de Segurança e Defesa Social, edital nº01/2008/SSDS. São 13 vagas para Guarda Municipal do sexo masculino e 11 vagas para Guarda Municipal do sexo feminino.

A remuneração mensal será de R$ 617,63 (valores de abril de 2008), referente a 40 horas semanais, acrescida da gratificação de risco de vida para os profissionais que estiverem em efetiva atividade operacional, no valor de R$ 308,82, equivalente a 50% do vencimento inicial.

As inscrições devem ser feitas pela internet, no endereço eletrônico do Concurso: http://gmsaojose.fepese.ufsc.br até o dia 30 de maio, às 18h. A taxa de inscrição é de R$ 60,00. O Concurso está sendo realizado pela Fundação de Estudos e Pesquisa Sócio-Econômicos – FEPESE e abrangerá três etapas: prova escrita objetiva, teste de avaliação psicológica e exame de aptidão física. O edital completo está disponível nos sites da Prefeitura: www.pmsj.sc.gov.br e da Fepese: www.fepese.ufsc.br.



Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 02h11
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Guarda Municipal de Sobral participa do 3º Encontro das Guardas Municipais do Estado

A Guarda Civil Municipal de Sobral estará representada no III Encontro Regional das Guardas Municipais do Estado do Ceará, que será realizado nos dias 15 e 16 de maio, em Maracanaú.

Participarão do evento, o Secretário da Cidadania e Segurança, o Comandante e mais sete componentes da Guarda Municipal de Sobral.

No Encontro serão proferidas palestras com os temas: ?O Guarda Municipal como Agente de Inteligência?, ?A Guarda Municipal e a Polícia Comunitária? e ?A Formação Básica do Guarda Municipal e Aperfeiçoamento Continuado”.

A participação de guardas municipais de nosso município neste evento demonstra a preocupação da administração municipal em capacitar os seus profissionais, buscando o aperfeiçoamento das ações do guarda municipal, para melhor servir à população sobralense.

A capacitação de guardas municipais tem sido um processo contínuo. O Comando tem incentivado a participação dos profissionais em cursos e seminários referentes à área de atuação das guardas municipais.

Além do Encontro Regional, 27 guardas municipais participaram do seminário com o Tema ?Local do Crime ? Isolamento e Preservação?, nos dias 08 e 09 de maio, promovido pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará. Nos próximos quatro finais de semana, cem guardas municipais participarão do curso de ?Direção Defensiva, Capacitação em Legislação de Trânsito e Relação Interpessoal, promovido pela Secretaria de Gestão do município. E, ainda, nos dias 16 e 17 de junho, vinte e cinco guardas municipais participarão de um curso de Defesa Civil promovido pela Secretaria Nacional de Defesa Civil.



Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 02h10
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Guarda Municipal forma 30
novos agentes comunitários

15h58 15/05/2008

Trinta novos integrantes da Guarda Municipal (26 homens e quatro mulheres) receberam na manhã desta quinta-feira (15) o certificado do curso de formação para atuarem como guardas comunitários, cuja missão é minimizar os índices de violências nos bairros de João Pessoa, num trabalho executado em parceria com os moradores dessas localidades.

A entrega dos diplomas aconteceu no auditório do Centro Administrativo Municipal (CAM), presentes o prefeito Ricardo Coutinho (PSB), secretários municipais, representantes das polícias Civil e Militar, familiares dos formandos e do efetivo da Guarda Municipal. Durante a solenidade, foi assinado o decreto que regulamenta o novo uniforme da corporação. Os recém-formados irão atuar no Condomínio Residencial Gervásio Maia.

A formatura teve início com o hasteamento das bandeiras nacional, estadual e municipal. Em seguida, a Banda 5 de Agosto executou os hinos nacional e de João Pessoa e os agentes fizeram o juramento e receberam os certificados.

Segurança e cidadania – Em seu discurso, o prefeito Ricardo Coutinho lembrou que segurança deve ser feita com cidadania, cuidando das pessoas, respeitando a população e fazendo intervenções nos mais variados setores da sociedade, como a saúde e educação. "Estamos construindo novas escolas de qualidade e as pessoas começam a perceber a mudança, pois houve este ano um acréscimo de 10 mil alunos. Com relação à saúde é preciso ter estrutura para atender as pessoas. Devemos lembrar que a iluminação de uma cidade também auxilia na segurança pública, a criação de praças também diminui as tensões sociais. Isso também é fazer segurança pública".

O prefeito ressaltou ainda a presença feminina na corporação. "As mulheres entram na Guarda Municipal dentro de uma política de gênero que a gestão tem implantado em seus diversos setores. Com isso, a mulher tem seu espaço para desempenhar sua profissão. Isso é um ato de cidadania", disse. Por fim, Ricardo parabenizou todo o efetivo da Guarda e disse esperar que esse novo conceito de segurança comunitária possa avançar e traga resultados concretos para toda a população pessoense.

Renovação – Já o superintendente da Guarda Municipal, coronel Maquir Cordeiro, avaliou o momento como de extrema importância para a corporação e a comunidade, pois o último curso de formação para agentes aconteceu em 1992. "Era necessária uma renovação e agora contamos com mais 30 integrantes que vão trabalhar diretamente com a comunidade para minimizar o problema da segurança pública. Espero que estejam sempre a serviço da população, auxiliando todos com segurança e respeito", destacou.

O curso de formação para os agentes da Guarda Municipal teve um total de 150 horas/aula. Os 30 guardas receberam instruções sobre direitos humanos, cultura da paz, questões de gênero, noções de direito aplicado, direitos fundamentais, policiamento comunitário, doutrina de guarda municipal, técnicas de policiamento, defesa pessoal, movimentos comunitários, ética profissional, direitos dos idosos e das crianças, direitos da comunidade, prevenção ao uso de drogas, proteção ambiental, informações turísticas, mídia e violência atendimento pré-hospitalar e atividades das secretarias envolvidas com políticas sociais.



Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 17h52
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Guarda Municipal comemora seis anos
Solenidade terá apresentação da Banda Musical de Porto Real

  Foto: Divulgação

Guarda auxilia trânsito

Guarda participa de eventos de educação junto com Agentes Jovens

A Guarda Civil Municipal de Porto Real comemora na quarta-feira seu sexto aniversário de criação com uma solenidade oficial na presença dos 123 integrantes da corporação, autoridades municipais e convidados. A festa começa a partir das 8 horas, no pátio da sede da instituição.

Segundo o comandante da Guarda Municipal, Norival João Bernardelli, durante o evento, que será aberto com a execução do hino nacional brasileiro, haverá formatura de 35 guardas. “Vamos aproveitar a ocasião para entregar certificados de honra ao mérito para os funcionários que se destacaram na função”, revela, acrescentando que será servido um café da manhã para os funcionários, autoridades e convidados presentes.

O comandante Bernardelli explica que dentro das atribuições da Guarda Civil Municipal, criada pela Lei nº. 139, de 23/05/02, destacam-se: a vigilância diuturna dos próprios municipais; orientação do trânsito nas ruas do município; orientação do trânsito e segurança nos eventos patrocinados pelo município; e apoio a diversas atividades desenvolvidas pelas secretarias municipais. “Estamos presentes em todos os eventos da prefeitura auxiliando na segurança e na fiscalização do trânsito. Nas festas de bairro, a colaboração da guarda também é solicitada. E ainda em jogos e eventos que tenham o apoio da prefeitura”, declara, esclarecendo que a guarda atua com aproximadamente 74 funcionários na segurança patrimonial dos órgãos da prefeitura e 13 porteiros. “Atuamos em escolas, postos de saúde, secretarias e em outros prédios da prefeitura”, afirma.

EDUCAÇÃO
Outro trabalho desenvolvido pela guarda, segundo o comandante, é o educativo. “Participamos de campanhas de conscientização e educação no trânsito em parceria com outros setores como Polícia Militar, o Departamento de Trânsito e a Secretaria de Educação. O objetivo é conscientizar os motoristas sobre a prática de um trânsito mais seguro e responsável”, conta, completando que é realizada uma blitz educativa durante todo o ano em vários pontos da cidade. “A blitz consiste na distribuição de panfletos educativos para os motoristas. Para que seja passada informações sobre o uso de cinto de segurança, o limite de velocidade e a importância das crianças terem que andar no banco de trás com a intenção de diminuir o número de acidentes na cidade.

Além dessas ações uma equipe da guarda ministra também palestras de orientação no trânsito para estudantes da rede municipal de ensino e participa com montagem de estandes de eventos como a Semana de Segurança do Trabalho em empresas da cidade. 

A sede da Guarda Civil Municipal fica na Rua Estevam Domingos Pederassi, 832, bairro Ettore.



Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 17h52
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




uarda Civil Feminina de Itu comemora 16 anos


Edvaldo Plazza/AI Prefeitura Itu
Entrega de um buquê de flores

A Secretaria Municipal de Defesa do Cidadão realizou na segunda-feira, dia 12 de maio, a cerimônia de entrega de certificados de qualificação em homenagem pelo 16º aniversário da Guarda Civil Municipal Feminina (GCMF). O evento foi realizado no auditório do Centro Administrativo Municipal, que esteva completamente lotado com a presença dos integrantes da corporação e de seus familiares e amigos.
 
Após a execução do Hino Nacional Brasileiro, leu-se o significado do curso de espingarda calibre 12, que foi concluído por 50 Guardas Civis Municipais. O curso com teoria, prática, manuseio, tiro e progressão urbana e rural, foi ministrado nas dependências do estande de tiros do Regimento Deodoro.
 
Guarda Civil Feminina
Também na cerimônia, houve a comemoração dos 16 anos de criação da Guarda Civil Municipal Feminina, criada em 06 de maio de 1992. Atualmente possui 62 guardas femininas, sendo 33 remanescentes da primeira turma. A administração conta com as GCMFs no Fórum, Delegacias de Polícia, prédios públicos, Câmara Municipal, Departamento de Trânsito – inclusive motociclistas e ronda escolar, além de diversos outros serviços e planejamentos executados em operações especiais e específicas.


Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 17h25
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Guarda municipal atira e fere assaltante na Redenção

Polícia tentou deter a dupla de criminosos que teria assaltado um pedestre

type=text/javascript> var teste = "F"; if (teste == "F"){ }else if (teste == ""){ }else{ var data_criacao = "14/05/2008"; var data = "14/05/2008"; var hora = "14h55min"; if (data_criacao == data){ document.write("

Atualizada às 14h55min<\/strong><\/p>"); }else{ document.write("

Atualizada em 14/05/2008 às 14h55min<\/strong><\/p>"); } }

Um criminoso foi baleado no pescoço e outro preso durante tentativa de assalto na manhã desta quarta-feira na Rua José Bonifácio, nas proximidades do Parque da Redenção, em Porto Alegre. A vítima do disparo, que não teve a identidade revelada, foi conduzida ao Hospital de Pronto Socorro em estado grave.

De acordo com informações da Brigada Militar, dois homens armados assaltaram e agrediram um pedestre com coronhadas. Agentes da Guarda Municipal estavam no local e tentaram deter a dupla. Houve troca de tiros e um dos bandidos acabou atingido.



Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 17h24
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Guarda Municipal de Iporã, mais segurança através da prevenção


Da Assessoria

Atendendo uma reivindicação da população, que por diversos anos sempre demandou do poder público um maior investimento em segurança, o prefeito Cássio Trovo implantou através de Projeto de Lei em outubro de 2006 a corporação da Guarda Municipal de Iporã.
Composta atualmente por um efetivo de 14 guardas, a equipe foi especialmente treinada e atua subsidiariamente com a Polícia Civil e Militar no atendimento das ocorrências no município.
De acordo com o comandante da Guarda Municipal, Luiz Carlos Ferrari, o objetivo da GM é atuar na prevenção de delitos, mas principalmente nas ações de caráter educativo. Como ação preventiva os guardas, além de rondas constantes, costumam posicionar-se sempre perto das escolas e nos eventos estudantis também buscam conversar e orientar os alunos abordando temas relativos a segurança.
Uma constante preocupação do prefeito Cássio Trovo é o aprimoramento técnico dos guardas, além da ampla disponibilidade de equipamentos que possibilitem a melhor execução de seu trabalho.
Automóvel, motocicletas, uniformes, cacetetes elétricos, lanternas e coletes à prova de bala formam parte do equipamento utilizado pela Guarda Municipal. Recentemente o comando do 7º BPM de Cruzeiro do Oeste fez a doação de capas de chuva para o efetivo.
Segundo o Comandante Ferrari o efetivo da guarda registra mensalmente um número grande de atendimentos como: abordagem de suspeitos, acidentes de trânsito, averiguações de furtos e roubos e também no apoio às forças policiais estaduais (vide tabela).
Nesta semana, quatro guardas estão participando de um Fórum realizado pela Associação dos Guardas Municipais, Sindicato e Centro de Formação e Defesa dos Trabalhadores de Toledo no município de Cascavel. O Fórum tem como público alvo os Guardas Municipais, Policiais Civis, Militares e seguranças. Participam do evento diversas Guardas do Paraná.



Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 17h24
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Prefeitura vai reconvocar candidatos do concurso para guarda municipal
     

Os candidatos que foram impedidos de fazer a segunda etapa do concurso público para a guarda municipal de Campo Grande - por causa de problemas com exame médico -, podem ficam mais tranqüilos. Segundo a assessoria de comunicação da prefeitura, a secretaria de Administração está se reorganizando para reconvocar estes candidatos, que vão poder apresentar um novo atestado médico. A informação é que isso possa acontecer na próxima semana.

por telefone, a Fapec, que está organizando o concurso, orienta as pessoas a acessar o site da fundação - para acompanhar o processo de reconvocação. O endereço www.fapec.org;br



Guarda Civil terá base sob ponte estaiada para impedir furto de fios

Além disso, serão instaladas câmeras de vídeo para evitar atos de vandalismo.
Cerca de 200 metros de fios foram furtados na noite de terça (13) na nova ponte.
Do G1, em São Paulo entre em contato
ALTERA O
TAMANHO DA LETRA
Foto: Ardilhes Moreira/G1
Ardilhes Moreira/G1
Em passagem de segurança, placa de concreto foi retirada (Foto: G1/G1)

Uma base da Guarda Civil Metropolitana será instalada sob a Ponte Octavio Frias de Oliveira, mais conhecida como ponte estaiada, para evitar novos furtos de fios elétricos.

A assessoria de imprensa da Empresa Municipal de Urbanização (Emurb) anunciou a medida na tarde desta quarta-feira (14). A decisão foi tomada depois de uma reunião entre representantes dos dois órgãos municipais também nesta quarta.

Nesta terça-feira (13), a ponte estaiada ficou apenas parcialmente iluminada devido ao furto de 200 metros de fiação. Uma caixa de concreto foi quebrada pelas pessoas que teriam cometido o delito. Além disso, a Emurb comunicou que deverá instalar câmeras de vídeo em toda a extensão da ponte para evitar novos atos de vandalismo.

De acordo com o órgão, o furto de fios de obras viárias, como pontes e túneis, é um delito bastante comum. O cobre dos fios costuma ser vendido pelos vândalos para depósitos de ferro velho.



Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 17h22
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Guarda Municipal de Santos/SP ganha 35 novos integrantes

De A Tribuna On-line


A Guarda Municipal de Santos recebeu o reforço de 35 integrantes, sendo 26 homens e nove mulheres. A cerimônia de formatura dos novos guardas municipais foi realizada nesta terça-feira, quando eles fizeram o juramento da corporação e receberam os certificados do curso de formação, realizado na Universidade Católica de Santos.

 

Ao todo, foram 560 horas/aulas de aprendizados, sendo 160h sobre rotina administrativa e operacional e 400h de aulas práticas e teóricas de disciplinas como Direitos Humanos, Direito Penal, Sociologia, Psicologia e Defesa Pessoal, além de períodos de estágio em eventos como Carnaval e na ‘Operação Verão’. Nove guardas da ativa também receberam certificados de conclusão do curso de atualização e aperfeiçoamento profissional.

 

A corporação da GM agora passa a ser composta por 332 guardas. Segundo o comandante da Guarda Municipal de Santos, Claúdio Marques Trovão, os novos integrantes reforçarão as rondas em toda a extensão da orla.



Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 20h34
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Guarda Municipal aumenta efetivo em São José-SC
Capa - 13/05 - 13h33min

No município de São José a corporação tem um efetivo de 97 guardas municipais.Veiculada a Secretaria de Segurança e Defesa do Cidadão, a instituição diversifica o atendimento ao público, reforçando a segurança do município.Em julho vai formar mais 25 guardas.


Imagem ilustrativa sobre Ronda no trânsito(GMF)
Divulgação

Criada em 2004, através da Lei 4.144, a guarda municipal tem um efetivo de 70 homens e 27 mulheres. Faz rondas e promove fiscalização com duas bases operacionais móveis, uma ambulância, dez carros e dez motos.

Criada para guardar o patrimônio público e reforçar a segurança junto a Polícia Militar, segundo o Sub-Comandante da instituição Rodrigo Alves Teixeira, a guarda municipal vem diversificando seu atendimento a comunidade com ações educativas sobre o trânsito, serviço de auto transporte social (ATS), entre outros.

“Para muitos a guarda municipal só atua no trânsito, nosso diferencial. é a proximidade com a comunidade, nos colégios, ministramos aulas de educação no trânsito, com a apresentação de fantoches. O serviço de auto transporte social é um trabalho para a comunidade carente. A população se cadastra e regularmente a ambulância acompanha o paciente na sua consulta ou atendimento de emergência médica”, disse Teixeira.

A formação profissional dos guardas é realizada através de convênio com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), com o projeto NAT-Saúde, criado em novembro de 1993.



Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 20h33
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Guarda Civil de Rio Claro comemora 12 anos na 5ª-feira

A Guarda Civil de Rio Claro comemora 12 anos de atividade nessa quinta-feira (15). Como parte da comemoração, 25 GCM’s de Rio Claro serão promovidos à Classe 1.

A solenidade acontece às 8h30 na sede da guarda, na rua 12, número 26, Bairro do Estádio, antigo "Quadrado", ao lado do Tiro de Guerra.

"É mais de uma década de muito trabalho e, nos últimos anos, de muitas conquistas", comenta o Secretário de Segurança e Defesa Civil, Juarez Moura de Oliveira.

A Guarda Civil de Rio Claro foi criada em 1996 na segunda gestão do prefeito Nevoeiro Júnior.

A promoção com base em plano de carreira dividido em categorias para os guardas civis é um recente conquista da corporação.

Trata-se de um dos muitos itens do estatuto da Guarda em vigor desde o primeiro semestre de 2006 - a primeira promoção com base nas novas regras aconteceu em dezembro daquele ano.

Sala
O evento de quinta-feira também marca a entrega da reforma e ampliação da sala de aula da GCM.

Com lugar para mais de cem pessoas, o espaço está agora adequado às atividades da entidade, que cresceu com base em outro compromisso da administração municipal.

No final do ano passado houve a efetivação de 37 profissionais e mais 50 estão em fase de treinamento. Serão incorporados ainda neste primeiro semestre após curso de formação.

A entrega da sala de aula faz parte de um trabalho maior de adequação da sede da Guarda Civil.

Posteriormente serão providenciados novo vestiário masculino e feminino, pintura da parte administrativa, renovação da pavimentação interna do pátio e outras melhorias.

A ampliação da sala de aula foi realizada em esquema de mutirão pelos próprios guardas civis.

A sede da corporação está no Bairro do Estádio desde o segundo semestre de 2006.

Antes ficava nos barracões da Fepasa, no bairro Cidade Nova mas mudou de endereço, entre outros motivos, para garantir maior segurança aos guardas e aos equipamentos principalmente em função do armamento da corporação, efetivado no ano passado.

src="http://www.hotwords.com.br/show.jsp?id=4185">
name=fotos align=middle marginWidth=0 marginHeight=0 src="http://www.canalrioclaro.com.br/noticias/fotos?noticia=24229" frameBorder=0 width="100%" scrolling=no height=360>


Guarda Municipal evita linchamento de ladrão no Centro

/ Agência Anhangüera

12/05/2008 - Por pouco, um ladrão não foi linchado por populares, hoje, em Campinas. Eram 14h18 da tarde quando uma estudante, de 17 anos, e sua mãe de 42, saíam de uma loja no Centro. Elas não haviam notado que Emerson Pereira da Silva, de 28 anos, as observava há algum tempo na tentativa de encontrar a vítima certa.

Silva correu na direção delas, agarrou a bolsa e a sacola que estava com a mãe e fugiu pela Rua Ernesto Kuhlmann. Elas gritaram por socorro e várias pessoas se aglomeraram em volta do bandido que foi cercado e imobilizado por populares. Por causa de R$ 142,77, um celular, um dvd, e um cartão do bilhete único, Emerson quase foi linchado pelas pessoas que estavam em volta, o que não ocorreu pois a Guarda Municipal (GM) chegou pouco antes.

Para o delegado do 1º Distrito Policial que o autuou, José Eduardo Cury, o bandido tentou se explicar ao alegar que a mãe estava de cama e ele precisava de dinheiro para comprar a medicação. Silva, que cumpriu três anos de prisão por tráfico de drogas e foi solto em 2005, foi encaminhado para a cadeia anexa ao 2º DP.



Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 10h11
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Guarda Municipal entra no combate

> var tgs = new Array( 'div','td','tr'); var szs = new Array( 'xx-small','x-small','small','medium','large','x-large','xx-large' ); var startSz = 1; function ts( trgt,inc ) { if (!document.getElementById) return var d = document,cEl = null,sz = startSz,i,j,cTags; sz += inc; if ( sz < 0 ) sz = 0; if ( sz > 4 ) sz = 4; startSz = sz; if ( !( cEl = d.getElementById( trgt ) ) ) cEl = d.getElementsByTagName( trgt )[ 0 ]; cEl.style.fontSize = szs[ sz ]; for ( i = 0 ; i < tgs.length ; i++ ) { cTags = cEl.getElementsByTagName( tgs[ i ] ); for ( j = 0 ; j < cTags.length ; j++ ) cTags[ j ].style.fontSize = szs[ sz ]; } }

13/05/2008 00:10

Os 600 guardas municipais em formação iniciaram ontem uma participação
mais ativa no combate à dengue em Fortaleza. Eles vão ajudar nas ações de educação permanente para eliminação dos focos do mosquito Aedes aegypti. Cada Secretaria Executiva Regional (SER) recebeu ontem 100 guardas para reforçar as atividades preventivas e de controle. Muito cedo, eles já estavam na rua.

Na SER III, o trabalho na manhã de ontem se concentrou no bairro Henrique Jorge que tem 206 casos confirmados da doença e um índice de infestação de 4,51% (de cada 100 imóveis visitados 4,51 tem focos do mosquito. O coordenador do distrito de endemias da SER III, Sidrônio Ferreira e Silva, diz que o desafio é eliminar os pontos de criadouros dos quintais como latas, pneus, garrafas, nas bandejas de geladeiras e bebedouro, vedar as caixa d´água, cobrir adequadamente os pote, tambores.

O trabalho dos guardas ocorre simultaneamente com a parte de educação em saúde. Ontem de manhã, no Henrique Jorge, Rivelino Ferreira, da equipe de educação em saúde da SER III, fez a divulgação volante dos cuidados que cada morador deve ter para evitar a dengue em casa. Ele criou o texto e fez a locução. "Tem de ficar martelando essas informações para ver se entra na cabeça da população." A dona-de-casa Maria do Socorro Nascimento garante que entendeu a mensagem. "Aqui nunca ninguém teve dengue. Não tenho nada que acumule água limpa e verifico sempre a bandeja da geladeira e do bebedouro, a caixa é vedada."

 



Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 10h04
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Vídeo mostra guardas municipais brincando com arma

Três guardas de Cosmópolis aparecem em um vídeo, uniformazidos e fazendo brincadeiras com armas

EPTV Campinas

06/05/2008 - 15:11 - A Prefeitura de Cosmópolis abriu sindicância para apurar o caso de três guardas municipais, que aparecem brincando com armas, em um vídeo postado na internet. Além da sindicância interna aberta pela prefeitura, a Câmara de Vereadores de Cosmópolis também vai acompanhar o caso.

No vídeo, os três funcionários públicos estão uniformizados, com armas em punho, inclusive uma espingarda calibre 12, fazendo brincadeiras e imitações, em pleno horário de trabalho e ronda.

O vídeo já teve mais de 4,5 mil acessos. Na sessão de segunda-feira (5), o presidente Câmara Municipal, Renato Trevenzolli, pediu informações detalhadas para apurar o ocorrido. "Queremos saber se essa arma é da prefeitura ou do guarda municipal e se ela é regularizada", disse o vereador Renato Trevenzolli, que preside a Casa, referindo-se a uma espingarda calibre 12 que aparece nas mãos de um dos policiais.

A assessoria da prefeitura informou que a gravação foi feita em novembro e que nesta época, a espingarda calibre 12 fazia parte do armamento da Guarda Municipal. Apenas no início deste ano a arma deixou de ser utilizada pela corporação.

De acordo com a prefeitura, os quatro guardas envolvidos no vídeo foram afastados e estão respondendo uma sindicância interna, que deve terminar em 45 dias.



Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 16h43
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




GMs de Cosmópolis brincam com armas em novo vídeo

Guardas de Cosmópolis também falam de uso de cocaína; eles foram afastados

EPTV Campina

10/05/2008 - 13:19 - A EPTV, em Campinas, teve acesso a um segundo vídeo em que guardas municipais de Cosmópolis brincam com armas e falam de drogas. Aparentemente, as novas imagens são continuação de um vídeo publicado no Youtube (veja abaixo) com cenas semelhantes e que resultou no afastamento dos envolvidos e em sindicância na Prefeitura.



As novas imagens mostram um lugar igual ao local onde o vídeo no Youtube foi gravado. No vídeo, os GMs apontam armas carregadas um para o outro e falam que um deles já usou cocaína.


Clique aqui para assistir à reportagem sobre o novo vídeo.

Ao simularem uma abordagem a uma pessoa, apontam as armas e, nesse momento, o autor da gravação faz um alerta para o perigo da situação, chamando a atenção para não apontarem as armas um para o outro, pois estão carregadas.

No vídeo anterior, postado no Youtube, os GMs brincam e dançam com as armas nas mãos. Um deles chega a puxar o gatilho.

A Câmara decidiu acompanhar o caso e exigiu explicações sobre as armas que aparecem no vídeo, entre elas, uma escopeta (espingarda calibre 12 com cano cortado curto), cujo uso é proibido a GMs.

A Prefeitura informou, através da assessoria de imprensa, que ainda não tem conhecimento do novo vídeo. A investigação, segundo a Administração, está em andamento e tem prazo de conclusão de 45 dias. Até este sábado, ninguém da GM havia prestado esclarecimentos.

Sobre o uso da espingarda calibre 12, a Administração alega que as imagens foram feitas em novembro, quando fazia parte do arsenal da guarda. Desde o início deste ano, a escopeta deixou de ser usada.

A defesa dos guardas afastados está sendo feita pelo Sindicato dos Servidores Municipais. Na manhã deste sábado, a produção do “Jornal Regional” tentou contato, mas ninguém foi localizado.

O novo vídeo não foi publicado na internet. A fonte da EPTV pediu sigilo para evitar represálias.

Relembre:
Vídeo mostra guardas municipais brincando com arma



Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 16h41
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Agentes da Guarda Civil de Vitória usarão armas a partir de terça-feira


A partir desta terça-feira (13), os agentes comunitários de segurança da Guarda Civil Municipal de Vitória passarão a atuar armados. Eles receberão o porte individual de arma do superintendente da Polícia Federal no Espírito Santo, Jader Lucas, às 7 horas, no pátio da Secretaria de Cidadania e Direitos Humanos (Semcid), na Avenida Maruípe, ao lado do campo do Caxias.

De acordo com a Secretaria de Segurança Urbana, as armas são apenas mais uma ferramenta de trabalho para os agentes, que atuam com o foco na prevenção da criminalidade. As atividades atuais dos servidores da Guarda, como a realização de palestras nas escolas e em eventos, o patrulhamento do entorno de escolas municipais, em praças, praias, pontos turísticos, feiras livres e em eventos promovidos pela Prefeitura, não sofrerão alterações.

Os agentes continuarão atuando focados na mediação de conflitos e no respeito aos direitos fundamentais dos cidadãos, como é a missão da Guarda Civil. E continuarão articulados com outros órgãos de segurança, como a Polícia Militar.

Qualificação

O segmento de Proteção Comunitária passou por uma grande reestruturação para atender às exigências do Estatuto do Desarmamento e possibilitar o uso de armas de fogo. Ao longo de 2007, todos os agentes foram qualificados em um curso realizado de acordo com a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp, ligada ao Ministério da Justiça) e foram submetidos a exames psicológicos em clínicas credenciadas pela Polícia Federal.

A Prefeitura de Vitória ainda criou e comprou novos uniformes – na cor azul marinho - para diferenciar os agentes comunitários dos servidores do Grupamento de Trânsito, que continuarão realizando suas atividades desarmados. Os agentes comunitários trabalharão nas ruas da capital, a partir desta terça-feira, com a nova vestimenta.

Reestruturação

Entre as ações de reestruturação promovidas pela Administração Municipal estão a compra e reforma de um prédio para sediar a corporação, na Avenida Paulino Muller; a realização do concurso público para contratação de 150 agentes comunitários; a criação da Corregedoria e da Ouvidoria exclusivas da Guarda; a compra de 21 carros e a ampliação do atendimento no Ciodes, que passou a ser 24 horas por dia.

Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 16h31
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Quinta-feira, 8 de Maio de 2008

Não precisamos de ninguém falando mal vejam e reflitam

O SinGuardas-SP vem à público repudiar o ato desses Guardas Municipais.



Dia a dia,passo a passo, ano após ano, lutamos para sermos reconhecidos,para aprovar leis como a aposentadoria especial, a ampliação das atribuições das guardas municipais, e tantos outros projetos.E estes que estão aí nesse video, nesse picadeiro, com seus atos mediocres conseguem destruir uma imagem positiva construida por anos a fio de trabalho sério em poucos segundos.

Não precisamos de ninguém falando mal enquanto em nossas fileiras tivermos alguns que enxovalham todos os homens e mulheres sérios desta nossa profissão.

O SindGuardas repudia e não coadunará com atos que atentem contra a ética e a moral de nossa profissão.

Parafaseando o video - Estes elementos devem pedir pra sair.

A todos os colegas sérios da Guarda Municipal de Cosmópolis não desanimem, reajam.

Este tipo de comportamento, coloca todos os profissionais numa situação vexatória perante a população e as autoridades da cidade.

Mas, de toda situação temos que tirar o que é bom. E nesse caso só há uma solução - Colocar pra fora da corporação esses elementos que neste vídeo ridiculariza todos nós.



Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 15h06
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Guarda Civil flagra empresa clandestina cometendo crime ambiental em SP

A GCM (Guarda Civil Metropolitana) de São Paulo flagrou nesta quinta-feira uma empresa clandestina na zona leste da cidade que poluía uma área de preservação ambiental.

A empresa funcionava nas proximidades do córrego Inácio Monteiro, no Jardim São Paulo, divisa com a Cidade Tiradentes.

De acordo com a GCM, a descoberta foi graças a uma denúncia anônima feita ao Destacamento Ambiental Leste. Na operação foram presos 14 homens, mais os dois proprietários Lucas Sávio da Silva e Angeval Oliveira Reis. A fábrica beneficiava alumínio, retirando água do córrego e devolvendo os resíduos do tratamento do alumínio de volta ao córrego causando poluição, segundo a GCM.

O caso foi encaminhado à 4ª Delegacia de Polícia Ambiental, na Consolação (região central).

A Guarda Ambiental, vinculada à Guarda Civil Metropolitana é a responsável em cuidar de áreas de reserva de mananciais, de proteção ambiental da cidade e reforçar a fiscalização, para evitar ações depredatórias, ocupações irregulares e proteger o patrimônio ambiental do município.



Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 15h04
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Guarda Municipal passa por curso de capacitação

Teve início esta semana um trabalho de orientação da Guarda Civil Municipal para implantação do Programa Nacional de Trânsito no município. As aulas estão sendo dadas nas instalações da Igreja de Nossa Senha, no Centro, pela secretaria municipal de Desenvolvimento e Planejamento.

Durante um mês, serão realizadas palestras e demonstrações práticas referentes a engenharia, fiscalização e legislação de trânsito, normas de operação, ética e trabalho em equipe.

O curso se estenderá até o dia 8 de julho, totalizando 40 horas, e é uma parceria entre a secretaria de Planejamento e a Guarda Municipal de Barra Mansa.



Escrito por Lucival/GM de Leme/SP às 21h14
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 



Meu perfil
BRASIL, Homem, de 26 a 35 anos, Portuguese
MSN - gmleme_4@hotmail.com
Histórico
Outros sites
  AGMESP
  Rio Claro
  União das Guardas
  Minha Vida Pessoal
Votação
  Dê uma nota para meu blog